Análises de Mercado

Wall Street espera pelo showbiz

Transformado num verdadeiro espetáculo mediático, o acto eleitoral mais importante nos EUA, que vai decidir quem irá morar na Casa Branca a partir de Janeiro, terá hoje o pontapé de saída a sério, com o primeiro dos três debates televisivos entre Trump e Biden. E se estes embates não trazem geralmente nada de muito interessante ao nível de novidades de índole económica, são utilizados pelos investidores para terem uma maior noção de qual a lógica que irá guiar as grandes linhas de decisão, nomeadamente ao nível dos impostos e regulação, dois temas fulcrais nesta fase. Para além disso sairão certamente diversos motivos para o spin de ambas as partes dentro do habitual ruído criado, que pode ser exacerbado com uma ou outra gaffe ou um desempenho muito superior ao do outro interveniente.

Com os números dos non-farm payrolls no final da semana, portanto ainda a uma distância considerável o sentimento hoje em Wall Street é o de esperar por motivos de interesse que possam surgir do campo político, contudo realço o que referi ontem, o mês está a terminar e corresponde igualmente ao final de um trimestre, portanto é provável que surjam alguns picos de volatilidade acrescida. Ainda no campo político o impasse em redor do pacote de estímulos continua e a nova proposta dos Democratas de $2,2 triliões, não obstante ser uma redução considerável dos $3 trilhões inicialmente em cima da mesa, ainda está bastante acima dos $1,5 trilhões que os Republicanos indicaram como o máximo dos máximos para um acordo ser alcançado, ou seja a luz ao fundo do túnel ainda continua apagada.

Outro tópico importante são as novas previsões da equipa da Morgan Stanley, que reduziu as perspectivas de crescimento da Economia norte-americana no quarto trimestre dos 9,3% para os 3,5% anualizados, agravando também a contracção antecipada para este ano dos -1.5% para os -2.7%. Ainda assim esta casa de investimento está mais optimista que o J.P.Morgan e a Goldman Sachs, dado que as previsões destes apontam para um crescimento 2.5% e de 3%, respectivamente, para o último trimestre do ano, enquanto que para 2020 o recuo é de -4,2% e de -3.5%, respectivamente.

O gráfico de hoje é do Ouro, o time-frame é Mensal

Caso a barra vermelha de Setembro encerre acima dos mínimos da barra de Agosto, isso será um indicador bullish para Outubro.

Marco Silva

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.
Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma transação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade desta informação.
Qualquer material fornecido não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável de desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução.
Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por sua conta e risco.