Date: 13 Jul 2018

Pela segunda vez esta semana os investidores inverteram os seus movimentos em Wall Street e na quinta-feira o sector industrial, um mais afectados pela pressão vendedora de quarta-feira, foi o segundo que mais valorizou, sendo apenas batido pelos 1,79% de ganho das tecnológicas, com os pesos pesados, Facebook, Amazon e Microsoft a registarem máximos históricos, esta última a entrar no lote restrito das empresas com uma capitalização superior a $800 biliões. Apple e Google não terminaram em máximos mas estiveram muito perto disso o que permitiu ao Nasdaq mais uma sessão em que quebrou os máximos anteriores. A tecnologia e a saúde, o terceiro que mais subiu ontem, são vistos como dos sectores que poderão aguentar melhor uma guerra comercial em larga escala, daí terem tido uma procura mais acentuada.

Hoje inicia-se a earnings season com alguns dos principais bancos a divulgarem resultados, facto que poderá estender o optimismo que vigorou ontem, até porque caso as empresas cumpram ou excedam as expectativas de um crescimento médio de 21% nos lucros das inseridas no S&P500, então o Bull market poderá ter mais uma onda altista. No Forex para o U.S dólar o dia foi de acalmia depois da forte subida de quarta-feira, destaque para o Yen que recuou -0.4% para os 112.50. O ouro recuperou das perdas do dia anterior e valorizou 0,4% para os $1,246.9 por onça, numa sessão em que o preço do crude teve destinos distintos, com o WTI a perder -0.2% para os $70.22 por barril, enquanto que o Brent ganhou 1.1% para os $74.20 por barril, isto após a International Energy Agency ter referido no seu relatório que o aumento de produção anunciado pela OPEP irá esticar ao máximo a capacidade de produção não utilizada agora, porque não são muitos os produtores que têm margem para aumentar o volume de crude extraído.

O gráfico de hoje é do índice do Footsie, o time-frame é Diário

O índice inglês encontrou resistência na linha superior (A) do canal descendente (azul), pelo que caso essa barreira não seja quebrada em breve o activo terá uma forte probabilidade de ir testar a linha inferior.

Marco Silva