Date: 06 Jul 2017

Depois de um inicio de semestre com nota negativa, o sector tecnológico teve ontem a sua primeira sessão da semana em que os Bulls dominaram, empurrando o grupo para a melhor performance do dia com um ganho de 1% e com todas as grandes empresas a registarem valorizações. O movimento de rebound foi mais evidente no subgrupo dos chipmakers, que tem sido igualmente o mais castigado pelas vendas nas últimas semanas, ontem no entanto os semicondutores conseguiram um avanço de 2,10%.

Em sentido inverso estiveram as energéticas, que averbaram uma queda de 2,01% no S&P500, devido à interrupção do ciclo de valorizações que o crude tinha vindo a registar e que levou o “ouro negro” à melhor série do ano e a um ganho superior a 10% nas ultimas duas semanas. Ontem o WTI corrigiu 4,1% para os $45.13 por barril depois da Rússia ter manifestado a sua oposição a mais cortes na produção derivada do acordo com a OPEP. No Forex o dia foi de alguma acalmia e o U.S dólar conseguiu amealhar um ganho ligeiro de 0,1%, depois das minutas do FED terem revelado que os membros do banco central norte-americano suportam a continuação do movimento de subida dos juros, apesar da ausência de pressões inflacionistas poderem causar problemas caso a situação não se altere, contudo os membros do board julgam que é apenas uma questão de tempo até que esse indicador acompanhe a força do crescimento económico e presente no mercado de trabalho.

Hoje será dia das minutas do BCE relativas à ultima reunião, e a atenção dos investidores será redobrada tendo em conta a incerteza gerada recentemente sobre as declarações de Mario Draghi, que dividiu os analistas quanto às suas características, nomeadamente se foram hawkish ou dovish.

 

O gráfico de hoje é do LightCrude, o time-frame é de 12 horas

LCrudeAug17H12

Apesar da correcção de ontem o Crude continua com espaço para continuar o rebound visto estar dentro do novo canal descendente (verde), criado após o activo não ter atingido a linha inferior do canal descendente (vermelho) de maior amplitude

 

Marco Silva