Date: 02 Nov 2018

Não há duas sem três, foi o mote de ontem na sessão em Wall Street visto que os investidores a prolongaram por mais um dia o rebound após as fortes quedas da semana passada, com o sentimento a ser beneficiado por bons dados empresariais e pela possibilidade de um acordo entre os EUA e a China sobre o actual conflito comercial, após Trump ter referido que as negociações correm a bom ritmo e que iria encontrar o seu homólogo chinês na reunião do G-20 na Argentina, ainda este mês. Devido a isso não foi surpresa o bom comportamento das empresas ligadas à exportação, como a Boeing e a Caterpillar, que foram das que mais puxaram pelo Dow Jones e pelo sector industrial do S&P500, índices que curiosamente registaram o mesmo desempenho no final do dia, um ganho de 1,06%.

Performance ainda assim bem menor que os 1,75% de valorização do Nasdaq e menos de metade dos 2,22% que amealhou o Russell 2000, o que indiciou uma pressão compradora transversal, desde as big caps às small caps, ao que se juntou um volume de cerca de 9 biliões de transacções, ou seja tudo junto uma sessão bullish robusta. Sectorialmente o melhor comportamento do S&P500 pertenceu aos materiais com um ganho de 3,02% devido aos bons resultados e ao plano de buyback apresentados pela DuPont, que impulsionaram os seus títulos para um salto de 8,1%. Já do lado inverso apenas as utilities com uma perda de -0.53% num movimento claro de redução de activos refúgio amealhados há uma semana, rotação essa que também foi evidente no Forex, com o U.S dólar a sofrer uma queda considerável de -0.8%, o que permitiu ao Euro uma recuperação de 0,9% para os $1.14.

Para hoje há a destacar os non-farm payrolls, mas igualmente os efeitos da queda dos títulos da Apple ontem no after-hours após a fabricante dos iPhones ter avisado sobre uma época festiva com menores receitas do que o esperado.

O gráfico de hoje é do S&P500, o time-frame é Semanal

Mais uma vez a linha inferior de um canal antecipou com um timing excelente o momento do rebound, neste caso tal como tinha referido em análise anterior no ponto 4 do canal ascendente.

Marco Silva

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.

Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades PLC (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma negociação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade dessas informações. Qualquer material fornecido, não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável do desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução. Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por conta própria e risco.