Date: 29 Set 2017

Depois de uma grande parte do ano em que o Russel 2000 andou sempre bem abaixo dos principais indices norte-americanos, atingindo uma diferença de 15% de valorização para com o Nasdaq em meados de Agosto, o índice das small caps ganhou agora nova vida com a intenção de Trump em reduzir os impostos, o que beneficiaria em particular as empresas presentes neste índice. Facto que levou a que em apenas 2 sessões, desde o anúncio da proposta de reforma fiscal, o índice que engloba 2000 empresas ganhasse 2,2%, batendo por larga margem o trio de indices mais conhecidos, contudo é de referir que desde 14 de Agosto que a performance entre as small caps e as big caps tem sido bem diferente, garantindo ao Russel um ganho de 5% desde então, ao passo que os restantes se ficaram por 1% de ganho máximo no Dow Jones, ou seja a rotação de capital tem vindo a ocorrer, embora sem grande visibilidade, até agora.

Contudo, é necessário alguma frieza de análise, uma vez que nem o projecto da reforma fiscal apresentada pelos Republicanos foi sequer detalhada, como não está garantida a sua aprovação, mas mesmo que tal venha a ocorrer, a realidade é que enquanto o S&P500 transacciona a 17,9 vezes os lucros dos próximos 12 meses, contra uma média de longo prazo de 15,1, o Russel 2000 está agora nas 26,3 vezes, contra uma média de 21,3. Em suma, estando agora Wall Street a estabelecer de novo máximos históricos, a qualidade da earnings season que se avizinha vai ser de elevada importância, pois dificilmente será apenas pela perspectiva fiscal que o Bull market conseguirá ganhar fôlego para mais uma investida.

No Forex o U.S dólar consolidou em baixa ligeira depois de três sessões de subidas robustas, a moeda norte-americana recuou -0,2% contra um cabaz de outras moedas principais e terminou o dia nos $1.1783 contra o Euro, no dia em que foram conhecidos os indices de confiança da indústria e dos consumidores na zona Euro, que saíram acima das previsões. De realçar que apesar da recente valorização o U.S dólar deverá terminar o trimestre no vermelho e com uma perda acumulada no ano de cerca de 8%.

 

O gráfico de hoje é do EUR/USD, o time-frame é de 10 minutos

O principal par de moedas efectuou ontem um interessante padrão de duplo fundo (linhas verdes), com o activo a atingir rapidamente o objectivo do Long que estava no valor do ponto A (máximo anterior ao fundo)

Marco Silva