Date: 17 Ago 2018

Depois de na quarta-feira o sentimento ter invertido em relação ao dia anterior, devido a maus resultados empresariais e a não ter existido qualquer melhoria nos tópicos da crise económica turca nem no da guerra comercial, os mercados aproveitaram na sessão de quinta-feira ventos bastante mais optimistas, em parte baseados em promessas, mas também em bons resultados empresariais. O simples facto do National Economic Council Director Larry Kudlow, ter indicado que estão previstas conversações entre os EUA e a China para o final do mês foi o suficiente para um rally de rebound, com especial foco nos sectores que têm sido mais afectados com a guerra comercial, nomeadamente industriais e materiais, facto que levou o Dow Jones para a maior valorização doa dia, com um ganho de 1,58%, bem acima dos 0,79% do S&P500, isto devido aos fortes ganhos nas exportadoras Boeing e Caterpillar, que só foram suplantados pela subida de +9.33% nos títulos da Walmart, após o gigante do retalho físico ter anunciado lucros acima das estimativas, mas mais surpreendente uma subida nas receitas ao melhor nível da ultima década, foi como uma lufada de ar fresco numa empresa que tem sido castigada com o crescimento da Amazon e das vendas online por contrapartida com as vendas em lojas físicas.

O alívio no sector dos materiais afectou positivamente as praças europeias, particularmente no Footsie que tem uma componente importante de empresas deste sector no seu índice, o que permitiu à praça londrina um ganho de 0,78%, acima dos 0.53% do Stoxx 600. Os activos refúgio que no dia anterior brilharam estiveram ontem sobre pressão vendedora e nem o U.S dólar escapou cedendo -0.2%, o mesmo montante que o Yen ao recuar para os 110.92. Euro e libra inglesa valorizaram 0,3% e 0,2% respectivamente, enquanto que o ouro ganhou 0,1% para os $1,173 por onça, uma subida muita curta tendo em conta que o Bloomberg Commodities Index valorizou 1%, com uma ajuda do crude que adicionou 0,7% ao seu valor para os $65.49 por barril no WTI.

O gráfico de hoje é do índice do Dow Jones, o time-frame é Diário

Importante o facto do índice industrial ter conseguido aguentar acima da linha de tendência (vermelha) no preço de fecho, facto que aumenta a probabilidade do activo atingir os máximos de Janeiro deste ano.

Marco Silva