Date: 27 Jun 2017

O dia até começou bem em Wall Street, com as praças norte-americanas a beneficiarem dos ventos positivos que sopraram de outras importantes praças mundiais. As tecnológicas estiveram em destaque logo na abertura, com a pressão compradora da semana passada a estender-se até à primeira meia hora de trading desta segunda-feira. Mas a força dos Bulls ficou-se mesmo por aí, porque até à hora de almoço os indices norte-americanos recuaram para os valores mínimos do dia e que iriam acabar por ser o nível quase similar ao do final de sessão. Os grandes responsáveis pelo “pessimismo” que se instalou foram as grandes tecnológicas, com os investidores a recolherem parte do lucro que conseguiram após a recente valorização.

E desta feita, nem o facto de 8 dos 11 principais sectores do S&P500 ter terminado em alta, com as utilities a liderarem os ganhos, impediu que os indices nem uma mera décima conseguissem ficar acima da linha de água. Já nas commodities o WTI Oil conseguir estender os ganhos de sexta-feira e avançou 0,9% para os $43.38 por barril, um movimento que para já é muito provavelmente de apenas rebound técnico. No Forex o dia foi de acalmia generalizada e em que o U.S dólar conseguiu aguentar sem danos, os efeitos dos maus dados económicos que saíram relativos à venda de bens duradouros, que caíram 1,1% em Maio, quase o dobro dos -0.6% previstos.

 

O gráfico de hoje é do EUR/USD, o time-frame é de 6 minutos

EURUSDM627617

Excelente padrão de duplo fundo, ocorrido ontem no principal par de moedas, com o objectivo para o Long (A) a ser rapidamente atingido

Marco Silva