Date: 26 Out 2018

Hoje começo a análise de mercado pelo fim, isto porque o movimento efectuado ontem por Wall Street poderá ser hoje revertido, uma vez que a desilusão dos resultados de duas das três empresas mais valiosas poderá dar lugar à continuação da correcção acentuada registada na sessão de quarta-feia, anulando assim o rebound técnico de ontem. Amazon e Google serão certamente dois dos principais temas de debate hoje entre os investidores, depois dos títulos da gigante do retalho online terem deslizado -7.42% após o fecho do mercado, mais que revertendo o ganho da sessão regular, isto porque embora a empresa tenham obtido lucros bem acima das previsões, as receitas ficaram aquém do esperado, reduzindo igualmente o valor das vendas que prevê amealhar neste último trimestre, que inclui o principal período de vendas do ano.

Mesmo destino saiu à Google, que sofreu uma desvalorização nos seus títulos no after-hours que reduziu praticamente a cinzas os ganhos do dia normal de trading, igualmente devido à menor receita obtida, não obstante ter anunciado lucros bem acima do antecipado. Será importante hoje aferir a reacção do mercado em relação a estes dois pesos pesados da tecnologia, isto porque os seus resultados reforçam a possibilidade bastante falada de um pico nos resultados das empresas para esta earning season, bem como a probabilidade dos próximos trimestres serem bem menos entusiasmantes. Até porque o mesmo registo foi anunciado pela AK Steel e Western Digital, com a única nota relevante de optimismo a vir da Intel, que bateu os resultados esperados nos lucros e nas receitas.

Qualquer que seja a direcção de Wall Street hoje, o volume deverá continuar elevado, provavelmente acima das 9 biliões de transacções, tal como sucedeu ontem, quando os índices registaram ganhos confortáveis, após a Microsoft ter divulgado resultados acima do previsto.

No Forex o dia foi dominado pelo BCE, com Mario Draghi a confirmar a redução do programa de estímulos não obstante os riscos para o crescimento económico da zona euro, referindo que a economia mantém-se dentro dos pressupostos de um cenário de crescimento abrangente. Apesar disso a moeda única acabou por ceder -0.2% para os $1.1368, bem menos que os -0.5% da Libra inglesa para os $1.2814, numa sessão em que o U.S dólar esteve marginalmente mais forte que os seus principais pares.

O gráfico de hoje é do S&P500, o time-frame é Semanal

Tal como o Nasdaq o S&P500 tem uma linha de suporte ainda um pouco abaixo dos valores actuais, neste caso na linha inferior do canal

Marco Silva

 

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.

Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades PLC (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma negociação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade dessas informações. Qualquer material fornecido, não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável do desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução. Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por conta própria e risco.