Análises de Mercado

Optimismo toma conta do sector accionista

Depois de mais uma sessão de recordes em Wall Street, os futuros apontam para uma ligeira consolidação para esta terça-feira, contudo nada que não possa ser invertido durante o dia. Com efeito os dados dos non-farm payrolls de sexta-feira deram o mote para uma valorização superior a 1% em todos os principais índices norte-americanos, puxando o S&P500 e o Dow Jones para território inexplorado, enquanto que o Nasdaq ainda tem cerca de 400 pontos pela frente antes de alcançar o anterior topo de meados de Fevereiro, uma prova de que as últimas semanas foram de rotação de capital evidente, com os sectores tradicionais da economia a recolherem a preferência dos investidores numa altura em que a maior economia do mundo se prepara para regressar a um ritmo menos tecnológico, mas ainda assim diferente do cenário pré-COVID.

O facto de terem sido criados 916,000 novos empregos em Março, contra os 660,000 previstos, foi um dado positivo, mas que poderia ter levado a uma reacção negativa uma vez que poderia indicar um sobreaquecimento da economia que se traduziria numa subida da inflação mais rápida, contudo o maior bálsamo do optimismo esteve nos números secundários, mas que desta vez foram essenciais, nomeadamente os rendimentos por hora que saíram abaixo do esperado, ocorrendo uma contração de-0.1% em relação ao mê,s anterior em vez do crescimento de 0,1%, o que ajudou ao menor valor também em termos anuais, com uma subida de 4,2%, menos que os 4,5% antecipados, ou seja uma pressão menor no aumento de custos com o trabalho, que aliviou os receios relativos à inflação.

Nas matérias-primas o crude está hoje em dia de recuperação, conseguindo amealhar 1,5% para os $59.55 por barril no Brent, depois da queda de -4.6% na segunda-feira, com a reacção negativa dos investidores à subida gradual da produção por parte da OPEP+. Já no mercado cambial o U.S dólar está mais forte que um cabaz de outras moedas principais, permitindo um ganho de 0.2% ao greenback, o que poderá condicionar ligeiramente em baixa o sector accionista.

O gráfico de hoje é do Nasdaq, o time-frame é de 4 horas

O índice tecnológico conseguiu quebrar a linha dos ombros (azul) do Head & Shoulders invertido, um sinal bullish.

Marco Silva

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.
Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma transação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade desta informação.
Qualquer material fornecido não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável de desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução.
Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por sua conta e risco.