Date: 24 Jan 2019

Depois de uma sessão dominada pelo pessimismo, derivado da ausência de novidades na resolução do impasse existente na guerra comercial entre as principais economias do mundo, o sentimento ontem esteve mais desanuviado logo à partida após uma boa dose de resultados acima do esperado anunciados por algumas empresas importantes, como a IBM, United Technologies, Procter & Gamble e Comcast, permitindo aos títulos das mesmas ganhos no dia entre os 5% e os 8,5%, com a gigante tecnológica a registar a maior valorização com os sectores da cloud e dos serviços de software a fazerem a diferença na performance financeira da Big Blue, IBM que tem tido um comportamento em bolsa substancialmente mais fraco que o restante sector tecnológico, registando o máximo pós crise financeira em 2013 e corrigindo em cerca de 30% desde então, enquanto que o Nasdaq continuou a valorizar até Agosto de 2018.

 

Contudo e não obstante o optimismo inicial Wall Street rapidamente encetou um movimento descendente até perto do meio dia, que empurrou todos os índices norte-americanos, com a continuação do shutdown a retirar parte do entusiasmo, mas também com o sentimento a ser condicionado negativamente pela desconfiança expressa por vários líderes no World Economic Forum em Davos acerca da capacidade de Trump em continuar a liderar os EUA no caminho do progresso económico. Nuvens negras que se foram dissipando gradualmente até ao final da sessão, altura em que Wall Street já tinha saído de território negativo, embora sem recuperar todos os ganhos amealhados na abertura da sessão.

 

No Forex destaque para a valorização de 0,9% da Libra inglesa para os $1.3068 com indícios de uma maior possibilidade para a extensão do deadline para o Brexit, após a União Europeia ter expresso publicamente que tal é possível e com indicações dadas tanto pela oposição a Theresa May, como membros pró-Brexit, terem sugerido que apoiariam um adiamento do prazo. O U.S dólar cedeu terreno pela primeira vez em sete sessões com uma queda de -0,3% no seu valor, ainda assim ligeiramente melhor que os -0,2% de perda registado pela moeda única para os $1.1383, na véspera da reunião do BCE relativa à politica monetária, numa altura em que o mercado já duvida que a subida dos juros na zona euro ocorra no final do verão, tal como anunciado anteriormente pelo presidente do BCE.

 

 

O gráfico de hoje é do GBP/USD, o time-frame é Semanal

Este par de moedas está dentro de um padrão de duplo fundo (linhas verdes), que poderá levar o activo até à linha azul

 

Marco Silva

 

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.

Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades PLC (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma negociação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade dessas informações. Qualquer material fornecido, não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável do desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução. Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por conta própria e risco.