Date: 08 Out 2018

Na análise anterior referi que caso os non-farm payrolls indicassem uma economia robusta então o movimento do mercado poderia ser muito similar ao do dia anterior, ora apesar dos dados sobre o emprego terem sido aparentemente fracos na headline, o certo é que um desenvolvimento dos mesmos altera essa leitura, isto porque os 134,000 postos criados em vez dos 185,000 poderão ter ficado aquém em parte devido aos efeitos do furacão Florence. Em qualquer dos casos as revisões efectuadas às leituras anteriores foram significativas, mais 69,000 postos de trabalho criados nos meses de Julho e Agosto, em relação aos que tinham sido anunciados. Por último o facto da taxa de desemprego ter caído para os 3,7% e os ganhos por hora terem subido 2,8%, em linha com o esperado, dados que não sendo espectaculares indiciam que o mercado de trabalho nos EUA está robusto, facto que ajudou a taxa de juro a 10 anos das obrigações norte-americanas a subir para novo máximo de 7 anos nos 3,248.

O resultado foi mesmo um déjà vu da sessão de quinta-feira com a diferença de variações menos expressivas com o Nasdaq de novo a liderar nas perdas com um deslize de -1.16%, num dia em que a procura por activos refúgio foi evidente, com as utilities a serem o único sector a fugir ao vermelho com um ganho expressivo de 1,57%, não obstante serem igualmente as que mais sofrem com o aumento do custo dos juros, contudo na sexta-feira a procura por segurança foi mais forte, até porque a história da Bloomberg sobre o “Big Hack” da China sobre empresas norte-americanas continuou a fazer estragos no dia. No Forex e sem grande surpresa o Yen valorizou 0.2% para os 113.753, numa sessão em que o U.S dólar cedeu -0.2% e em que a libra inglesa ganhou 0,7% para os $1.3113.

As próximas duas semanas serão importantes para aferir da consistência da subida da taxa de juro da dívida norte-americana, da questão da guerra comercial e também por causa do início da earnings season, onde os investidores terão um especial cuidado com os outlooks.

O gráfico de hoje é do Treasury Bonds US, o time-frame é Semanal

As obrigações norte-americanas que estão a tocar em valores de 2014, poderão ainda vir a testar os mínimos da linha a verde, até porque é previsível que os juros aumentem, logo o valor das obrigações diminui.

Marco Silva

 

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.

Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades PLC (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma negociação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade dessas informações. Qualquer material fornecido, não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável do desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução. Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por conta própria e risco.