Date: 26 Fev 2019

Com o anúncio de Trump sobre o adiar da data limite para a entrada em vigor de novas tarifas alfandegárias a $200 biliões de produtos importados pelos EUA da China, pelo menos até à reunião entre os dois chefes de Estado, foi com normalidade que Wall Street abriu em alta no início de uma semana que promete ser muito interessante ao nível noticioso. A promover o optimismo esteve também um remake das habituais merger mondays de há cerca de 3 anos, com diversos negócios a estimular o apetite dos investidores por uma entrada no mercado. A venda do sector bio-farmacêutico da General Electric por $21,4 biliões à Danaher, foi provavelmente o negócio mais relevante dada a fraqueza que tem assolado os títulos daquela que outrora foi um dos maiores conglomerados do mundo, permitindo uma valorização de ambas empresas em mais de 6%.

 

Contudo a pressão compradora depressa deu lugar a um movimento de procura por retirar algum risco de cima da mesa, levando os índices norte-americanos numa caminha descendente desde às 11h de Nova Iorque até ao final da sessão, trajecto que deixou o Nasdaq com um ganho de “apenas” 0.36%, sendo esse o melhor desempenho do dia, numa sessão em que o Russell 2000 terminou mesmo no vermelho, embora que por uma margem residual. A causa do esvaziar do optimismo é simples, para já os anúncios sobre a guerra comercial são apenas promessas e independentemente disso a realidade dos números é agora bem menos quente, nomeadamente nos earnings, com as previsões dos lucros para o primeiro trimestre de 2019 a ficarem numa queda de -2,7% em relação ao mesmo período de 2018, não obstante a expectativa de um aumento de 5,2% nas receitas.

 

No Forex destaque para a valorização de 0,4% no valor da Libra Inglesa para os $1.3102, num dia em que o tema do Brexit sofreu um volte face depois de Jeremy Corbyn, presidente do partido trabalhista na oposição ter indicado que apoiaria um novo referendo, e de ter sido veiculado que a primeira ministra Theresa May estava a reflectir sobre a possibilidade de adiar a data limite para o Brexit.

 

 

O gráfico de hoje é do GerTech, o time-frame é Semanal

O índice tecnológico alemão encontra-se numa fase de correcção com uma zona de suporte de longo prazo na linha amarela

 

Marco Silva

 

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.

Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades PLC (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma negociação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade dessas informações. Qualquer material fornecido, não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável do desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução. Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por conta própria e risco.