Análises de Mercado

Investidores não arriscam antes do fim de semana

Depois de uma semana em que as notícias sobre a epidemia do Coronavírus trouxeram instabilidade ao mercado, o sentimento na véspera do fim de semana é claramente de cautela, não obstante os índices estarem muito perto de máximos históricos. O facto das vendas a retalho nos EUA terem revelado um crescimento pelo quarto mês consecutivo, desta feita de 0,3%, deu algum suporte aos investidores, se bem que o desempenho desta importante componente do crescimento económico não tenha sido muito entusiasmante se excluídos alguns sectores mais voláteis de consumo, como os serviços de restauração ou combustíveis.

Nos sectores as tecnológicas têm a preferência dos Touros devido às perspectivas positivas da fabricante de chips Nvidia, o que está a permitir ao Nasdaq liderar nos ganhos tal como as tecnológicas avançam mais que qualquer outro grupo no S&P500. Do lado negativo estão as incertezas sobre os próximos desenvolvimentos na crise de saúde global, sendo que dois dias de mercado encerrado poderão trazer novidades negativas e daí que o apetite pelo risco não seja uma dominante, havendo mesmo alguma procura por activos refúgio, o que dá ao Yen e ao Ouro as condições para ganhos de 0.1% e 0.3% respectivamente.

Em suma, é uma situação de esperar para ver, não sendo expectável que hoje Wall Street tenha uma sessão com um desempenho muito significativo para qualquer dos lados, isto obviamente na ausência de notícias extraordinárias.

O gráfico de hoje é da Nvidia, o time-frame é Mensal

Com a subida de hoje a Nvidia está em máximos históricos, algo “atrasada” em relação a outros concorrentes do mesmo sector, ou seja com fraqueza relativa.

Marco Silva