Date: 15 Fev 2019

Já fora da fase mais relevante da earnings season e sem o ruído das acções do FED no pano de fundo, os investidores têm tido dificuldade em encontrar razões para movimentar o mercado de forma significativa, para além das promessas de um acordo para evitar o segundo shutdown deste ano e a resolução do impasse existente na guerra comercial entre os EUA e a China. Ora no caso do orçamento do governo federal parece que o processo terá um bom fim, com uma proposta enviada ontem para aprovação de Trump, aceite tanto pelo Senado como pela Casa dos Representantes, a sua passagem deverá ser acompanhada por uma afronta de Trump aos Democratas, nomeadamente a declaração do estado de emergência com vista a ter os fundos disponíveis para construir o seu muro na fronteira com o México, o que a ocorrer dará certamente movido a muito ruído político, que transbordará para o sentimento do mercado.

 

Aliás já ontem quando se soube dessa possibilidade Wall Street reagiu em baixa pressionando negativamente os índice na última hora de negociação, isto depois de um dia sem grande história e condicionado pelos dados sobre as vendas a retalhos nos EUA, que caíram -1,2% em Dezembro, contra uma expectativa de 0,2% de crescimento, registando a maior contracção desde Setembro de 2009, dados estes que saíram com mais de um mês de atrasado devido ao shutdown e que soaram o alerta sobre um possível arrefecimento agressivo da actividade económica no final do ano passado. Com variações entre a perda de -0,41% no Dow Jones e o ganho de 0,09% no Nasdaq, os sectores que tiveram alguma expressão foram as retalhistas e as financeiras, com ambas a terminarem com perdas superiores a -1%.

 

No Forex os destaques vão para a queda de -0,4% no valor da Libra Inglesa para os $1.2798 e para o ganho de 0.4% no valor do Yen para os 110.54. No primeiro caso foi devido a mais uma derrota da primeira ministra na casa dos comuns do Parlamento do Reino Unido, relativo ao Brexit, enquanto que a moeda nipónica beneficiou de uma procura extra por activos refúgio

 

 

O gráfico de hoje é do Nikkei, o time-frame é Mensal

O índice japonês está dentro de um duplo topo (linhas verdes) que poderá condicionar o activo a revisitar os mínimos de 2016

 

Marco Silva

 

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.

Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades PLC (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma negociação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade dessas informações. Qualquer material fornecido, não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável do desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução. Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por conta própria e risco.