Date: 15 Nov 2018

Com o cenário noticioso seco de dados económico-empresariais de relevo, Wall Street continuou ontem a ser condicionada por eventos esporádicos que resultaram numa sessão em que os Bulls capitularam à pressão vendedora ainda antes da hora do almoço, não obstante o dia ter começado com todos os índices em alta, um pouco como o comportamento da Apple que não aguentou a valorização inicial depois da Guggenheim ter reduzido a recomendação sobre os títulos da empresa de compra para neutral, enquanto que a UBS e a Goldman Sachs reduziram o price target dos mesmos, com a última a reduzir igualmente as estimativas para as venda dos iPhones, o que não é surpreendente tendo em conta os avisos recentes de alguns dos fornecedores da empresa mais valiosa de Wall Street.

No registo final o Nasdaq terminou com o pior registo ao averbar um recuo de -0.9%, embora seguido de perto pelos restantes índices. Tecnológicas que no S&P500 só estiveram melhores que as financeiras, fruto das declarações da Democrata Maxine Waters, que deverá presidir ao House Financial Services Committee, que indicou o fim do período de desregulação financeira iniciado por Trump, pretendendo mesmo uma rédea mais curta para o sector, nomeadamente para os grandes bancos. Igualmente bearish foi o aviso do Democrata Bill Pascrell numa entrevista à Bloomberg, que relembrou a necessidade do novo acordo para substituir o Nafta, em ser aprovado no Congresso, segundo ele para passar, presumivelmente na House of Representatives que os Democratas dominam, serão necessárias alterações importantes. Estes dois exemplo são apenas a ponta do icebergue do futuro da política nos EUA nos próximos 2 anos com um congresso dividido, ou seja aprovar leis será muito mais complexo.

Nas commodities destaque para o rebound técnico no preço do crude que terminou com uma série de quedas que durou por doze sessões consecutivas, não obstante o aumento do stock do activos nos EUA. O WTI terminou com um ganho de 1% para os $56.26 por barril num dia em que o Gás Natural disparou 17% com a temperatura abaixo do habitual para a época em algumas zonas dos EUA. No Forex o dia foi calmo com excepção da Libra inglesa que não conseguiu aguentar os ganhos que averbou durante o dia, depois da primeira ministra Theresa May ter indicado que tinha garantido apoios suficientes dentro do seu partido para avançar com o pré-acordo alcançado com vista ao Brexit.

O gráfico de hoje é do Nasdaq, o time-frame é Diário

O índice tecnológico está a tentar encontrar suporte em cima de uma linha de tendência (azul), tendo logo um pouco acima a possibilidade de validar um padrão de Head&Shoulders invertido, se quebrar a linha dos ombros do mesmo (linha verde)

Marco Silva

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.

Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades PLC (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma negociação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade dessas informações. Qualquer material fornecido, não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável do desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução. Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por conta própria e risco.