Date: 23 Nov 2018

Com Wall Street encerrada devido ao feriado do Thanksgiving os investidores mantiveram-se à margem do risco nas praças europeias, o que imprimiu um movimento de queda generalizada nas bolsas do velho continente, até porque o futuro do Brexit e da situação do orçamento em Italia inspiram cautela. Com efeito apesar de ontem Theresa May ter afirmado que está a ser feito progresso no acordo sobre as relações futuras entre o Reino Unido e a U.E, que é um acordo aparte do draft alcançado para o Brexit, o certo é que a Espanha já veio dizer que caso não seja discutida a questão de Gibraltar irá vetar o acordo para o Brexit. Para além disso o líder da oposição no Parlamento do Reino Unido, Jeremy Corbyn, afirmou na Casa dos Comuns que o acordo alcançado era o pior possível.

De Itália saíram ventos de confrontação um dia após a União Europeia ter iniciado um processo disciplinar contra a Itália devido ao orçamento apresentado, medida que segundo Matteo Salvini não irá mudar os planos de expansão na despesa do Estado Italiano que deverão colocar o deficit governamental perto dos 3%. Declaração que pressionou a banca italiana, já de si tremida devido a ainda não ter recuperado por completo da enorme percentagem de empréstimos em incumprimento que tem registados no seu balanço. Do documento do BCE relativo à reunião do final de Outubro saíram alguns dados interessantes, primeiro a referencia à incertezas e fraquezas que estão a afectar a economia europeia, sem contudo, segundo os membros do board, afectarem para já a confiança de que o crescimento irá continuar.

Outro tema referido foi o da inflação, por exemplo que as empresas está a preferir reduzir as margens do que transmitir para os clientes os aumentos de custos dos ordenados, o que não poderá acontecer por muito mais tempo, mas que não deverá desde já deixar de se notar nos resultados das empresas a anunciar em Janeiro. No Forex destaque para a Libra inglesa que valorizou cerca de 1% devido à perspectiva do acordo para regular as relações entre o Reino Unido e a U.E após o Brexit.

O gráfico de hoje é do EUR/USD, o time-frame é de 1 hora

O principal par de moedas encontra-se dentro de um canal ascendente, mas muito perto de o quebrar em baixa

Marco Silva

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.

Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades PLC (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma negociação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade dessas informações. Qualquer material fornecido, não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável do desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução. Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por conta própria e risco