Date: 30 Nov 2018

Depois de uma sessão recheada de optimismo e de ganhos robustos em Wall Street, após as declarações dovish do Presidente do FED quanto ao nível dos juros nos EUA, os investidores estiveram ontem bastante mais neutrais num movimento de consolidação em baixa que as minutas da última reunião do banco norte-americano interromperam, contudo receios de que a reunião de Sábado entre Trump e o presidente chinês pode não resultar num apaziguar do conflito comercial entre as duas maiores economias do mundo, empurrou de novo os principais índices para território negativo. Isto porque foi noticiado primeiro pelo South China Morning Post e depois confirmado pela CNBC de que o conselheiro de Trump, Peter Navarro, iria estar presente no jantar que irá ocorrer entre os dois chefes de Estado, o problema é que Navarro é visto como um “hardliner” em relação à China, tendo referido este mês de que a existir um acordo, este será à maneira de Trump e não de Wall Street.

Com o início da reunião do G20 marcada para hoje na Argentina e devido à incógnita quanto ao desfecho do tema económico-político mais premente deste ano, os investidores optaram acima de tudo por se manter nas linhas laterais, como se consegue aferir também pelo volume, que foi cerca de 15% inferior em relação à média dos últimos 20 dias de trade, e nem a confirmação de que os membros do board do FED estão agora com uma mentalidade mais dovish despoletou interesse pelo risco. Na Europa o sentimento foi condicionado maioritariamente pelo optimismo criado pelas declarações de Jerome Powell na quarta-feira, enquanto que no Forex, Euro e Libra inglesa tiveram sortes distintas, isto porque a moeda única beneficiou da fraqueza do U.S dólar derivada da confirmação pelas minutas de um movimento mais dovish para 2019 por parte do FED, já a moeda inglesa esteve sobre pressão vendedora com a possibilidade do acordo alcançado por Theresa May para o Brexit não vir a ser aprovado no Parlamento do Reino Unido, uma vez que a primeira ministra desistiu de tentar forçar que o texto do acordo actual não seja alterado, permitindo votações a variações do acordo, incluindo a proposta de um segundo referendo.

O gráfico de hoje é do GBPUSD, o time-frame é Semanal

Com o stochastic a cair e a falha no rebound é agora mais provável que o activo teste a linha de suporte a laranja e caso essa falhe terá a linha azul como zona para um suporte ainda mais consistente devido a estar perto de uma zona de consolidação de período alargado

Marco Silva

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.

Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades PLC (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma negociação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade dessas informações. Qualquer material fornecido, não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável do desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução. Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por conta própria e risco.