Date: 18 Jul 2017

No inicio de uma semana recheada de anúncios de resultados de empresas importantes, foi com naturalidade que Wall Street navegou ontem em águas cautelosas e a direcção não foi constante, apesar de no agregado da sessão os Bulls tenham tido maior controlo sobre os acontecimentos. O facto dos dados sobre o PIB chinês terem saído acima das previsões também não ajudou a criar um sentimento particularmente optimistas, isto porque do fim de semana saiu igualmente a ideia de uma apertar do cerco ao nível da regulação por parte das autoridades chinesas, com o intuito de corrigir e impedir os excessos que se verificam no sector financeiro local, contudo tal orientação foi encarada pelos investidores com um possível obstáculo à sustentabilidade do crescimento económico em virtude do menor acesso ao crédito, numa altura em que a segunda maior economia do mundo atravessa uma importante transformação de exportadora de produtos baratos para produtora de alta tecnologia e mais consumidora.

No Forex o dia foi calmo, com as principais moedas a registarem variações muito ligeiras, algo que poderá mudar se na quinta-feira os bancos centrais Europeu e Japonês trouxerem surpresas das suas reuniões regulares. Já nas comodities o dia foi mais mexido, com o WTI crude a recuar 1,2% para os $45.98 por barril enquanto que o Iron Ore avançou 4,8% e o Cobre 1,4%.

Para o resto da semana há que contar com os earnings da Goldman Sachs e Bank of America, que poderão mexer com o sector bancário, ao passo que a Microsoft, Qualcomm e eBay certamente irão condicionar o sentimento nas tecnológicas.

O gráfico de hoje é do Cacau, o time-frame é Diário

CocoaSep17Daily

O gráfico do Cacau encontra-se com um padrão de duplo fundo activo (linhas verdes) e com o objectivo primário na linha azul.

Marco Silva