Date: 13 Out 2017

Tal como referi ontem começou mais uma earning season em Wall Street, com a banca em destaque e com expectativas moderadas, que acabaram por ser justificadas, uma vez que apesar do J.P.Morgan e do Citigroup terem batido as previsões dos lucros, o certo é que acabaram a sessão a perder -0,9% e -3,4% respectivamente, devido ao montante que colocaram de parte para eventuais perdas por imparidades, soando assim o alarme quanto a uma eventual deterioração da qualidade do crédito. Destaque para a desvalorização acentuada dos títulos da AT&T, que ao ceder mais de -6% foi a empresa que mais pressionou negativamente o S&P500, arrastando outros pesos pesados do sector como a Comcast, tudo devido à perda de assinantes na unidade de cabo do segundo maior operador de telecomunicações móveis dos EUA.

Para esta earnings season os investidores esperam um crescimento dos lucros de 4,4% para o S&P500, bem abaixo dos dois dígitos dos dois trimestres anteriores, contudo é preciso ter em consideração que foi no terceiro trimestre do ano passado que os resultados empresariais começaram a dar sinais de forte vigor, logo é natural que a subida não seja tão acentuada desta feita. No Forex o U.S dólar valorizou, embora que de forma ligeira, após os dados sobre a inflação no produtor terem revelado um aumento devido à subida dos preços da gasolina, ao mesmo tempo que os pedidos de subsidio de desemprego caíram para mínimos de um mês. O Euro recuou -0.2% para os $1.1835 face à moeda norte-americana enquanto que a Libra inglesa avançou 0.3% para os $1.3262, no dia em que as negociações entre a U.E e o Reino Unido deram sinais de impasse, com rumores de poder vir a ocorrer uma extensão do prazo para o Brexit, que poderá ir até aos dois anos.

 

O gráfico de hoje é do LCrude, o time-frame é Diário

O Light crude está nesta fase dentro de dois canais ascendentes, um mais antigo (vermelho) e o mas recente (verde), que para já poderá marcar os pontos imediatos de suporte e resistência

Marco Silva