Date: 05 Jul 2017

Em dia de feriado nos EUA, devido ao 4 de Julho, não era expectável que os restantes mercados imprimissem um movimento significativo, pelo contrário, seria provável que os ventos positivos de segunda-feira que possibilitaram ao Stoxx 600 a sua melhor performance dos últimos dois meses continuassem. Contudo o lançamento do primeiro míssil intercontinental por parte da Coreia do Norte condicionou decididamente o sentimento geral e a cautela dominou em conjunto com a procura por activos refúgio, nomeadamente por Ouro e Yens, o que permitiu a ambos os activos recuperar, ainda que ligeiramente, das fortes desvalorizações do dia anterior, quando o sentimento foi de clara redução da protecção.

No Forex destaque para a subida de 0,6% no valor do Dólar canadiano, para os $1.2933, após os comentários de suporte a um aumento da taxa de juro por parte do banco central canadiano, proferidas por Stephen Poloz, o actual governador da instituição. Poloz explicou que tal se deve à necessidade de normalizar a politica cambial antes que a inflação atinja os objectivos estabelecidos e tendo em conta que tal indicador deverá entrar numa fase de aumento significativo até ao inicio de 2018. Para os próximos dias a cautela é aconselhada, pelo menos enquanto não existir mais clareza relativamente às reacções da comunidade internacional de resposta à atitude da Coreia do Norte, sendo que curiosamente a Goldman Sachs veio referir ontem que a baixa volatilidade verificada no mercado só deverá ser quebrada com uma recessão ou uma guerra.

 

O gráfico de hoje é do Ouro, o time-frame é Diário

GOLDDaily

O Ouro encontra-se perto da linha inferior do canal lateral (azul), após ter quebrado em baixa o canal ascendente (verde), com o teste a essa mesma quebra a já ter ocorrido no ponto A

Marco Silva