Análises de Mercado

Consolidação para novos máximos?

Como tinha referido ontem possível, os índices norte-americanos acabaram mesmo por reverter as perdas que se verificavam nos futuros antes da abertura, atingindo novos máximos no intraday, com excepção do Dow Jones que não conseguiu bater o topo da sessão de segunda-feira numa sessão em que as tecnológicas demonstraram maior força relativa durante todo o dia, contudo é de realçar a correcção significativa que ocorreu no Nasdaq por volta das 13h, hora de Nova Iorque, em boa parte devido à queda dos títulos dos semicondutores, após a Applied Materials (AMAT) ter revelado o seu mapa de previsões para 2024, que apesar de antecipar um crescimento bastante robusto nos próximos anos, não impediu uma pressão vendedora que empurrou os títulos da empresa de um precipício, num movimento de “vender nas notícias”, o que arrastou o sentimento no sector.

Este evento é um bom plano de fundo para abordar um sector que tem estado na linha da frente da preferência dos investidores, e que antecipo continue a estar no curto-médio prazo, é que tal como os executivos da AMAT indicaram os semicondutores irão ser estrategicamente mais importantes para a economia do que alguma vez foram, simplesmente pelo facto de que a maior utilização da tecnologia, que tudo indica é o futuro da economia e das relações pessoais, baseia-se na utilização cada vez mais intensiva de chips, por exemplo nas tecnologias de comunicação ou de inteligência artificial, o que perspectiva um futuro risonho para o sector que precisa de aumentar a sua capacidade de produção para responder às necessidades actuais e futuras, estando o mercado a passar por uma fase de evidente subprodução.

Depois da consolidação de terça-feira o sentimento está ligeiramente mais positivo, mas poderá ficar condicionado até serem conhecidas as minutas da última reunião do FED mais logo, tendo em conta que o tema da inflação e da subida dos juros é por agora a principal fonte de preocupação dos investidores.

No mercado cambial o cenário é de tranquilidade sem grandes oscilações, enquanto que nas matérias-primas o Brent cede o ganho reduzido que tinha conseguido amealhar ontem, transacionando nos $59.09 por barril.

O gráfico de hoje é do Ouro, o time-frame é Mensal

O metal precioso está com a possibilidade de efetuar um padrão de Cup & Handle.

Marco Silva

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.
Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma transação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade desta informação.
Qualquer material fornecido não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável de desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução.
Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por sua conta e risco.