Date: 14 Jul 2017

Confiança na banca suporta ganhos

Ainda a beneficiar do optimismo criado pelas declarações “dovish” de Janet Yellen na quarta-feira, Wall Street encetou ontem uma sessão dividida entre o investimento no sector bancário e no sector retalhista, mas com alguma cautela, como o volume abaixo da média dos últimos 20 dias indica. No retalho o outlook melhorado da Target suportou ganhos em todo o sector, para além de uma valorização de 4,8% nos títulos da empresa. Contudo a grande investida dos Bulls foi na banca, com uma subida de 0,61%, movimento que tem ocorrido nas duas ultimas semanas, com o índice bancário a verificar inflows de capital acima da média, isto em antecipação da divulgação dos resultados de hoje por parte de três grandes nomes do sector, JPMorgan, Wells Fargo e Citigroup.

Para esta earning season as previsões dos analistas estão agora nos 7,8% de crescimento dos lucros, uma melhoria face aos 6% da semana passada, sendo que não é de descartar que se atinja os 9% de progressão, com o sector bancário a figurar no terceiro lugar dos grupos que mais deve melhorar os seus resultados. Daí que a qualidade dos números apresentados hoje possa ser determinante para condicionar o movimento de curto-prazo não apenas do sector, mas do mercado de forma geral. No Forex o movimento foi algo modesto, destacando-se apenas a valorização de 0,5% da Libra inglesa para os $1.2946. Já nas matérias-primas o Crude continuou a sua caminha, que vai agora em quatro sessões consecutivas de ganhos, com o WTI desta feita a valorizar 1,3% para os $46.08 por barril.

O gráfico de hoje é do Dax30, o time-frame é Diário

Ger30Daily14717

O principal índice alemão encontra-se agora numa fase importante, tendo em conta que está a testar a quebra (A) da linha de tendência (azul) do duplo topo (B e C).

Marco Silva