Date: 23 Out 2018

À entrada para uma das principais semanas desta earnings season, que conta com o anúncio dos resultados dos pesos pesados Amazon e Google, os investidores colocaram-se nas linhas laterais, optando por retirar algum risco de cima da mesa, ao mesmo tempo que rodaram parte do capital para os nomes grandes da tecnologia, que têm sido ultimamente os mais fustigados pela onda de consolidação. O dia até prometia mais optimismo na senda da boa performance das praças asiáticas, o que sustentou o índice pan-europeu STOXX600 a abrir com ganhos ligeiros, contudo as praças europeias não aguentaram a cautela vinda do outro lado do Atlântico e terminaram com perdas ligeiras.

Em Wall Street a pressão vendedora esteve particularmente concentrada nas financeiras, imobiliário e nas energéticas, as primeiras lideradas pela Goldman Sachs e Bank of America, com a estabilização das yields da dívida soberana dos EUA e devido a receios sobre um arrefecimento do mercado de crédito devido à subida dos juros, o que afectou igualmente as empresas ligadas ao imobiliário. Já as energéticas sucumbiram ao aviso da Halliburton relativo ao incumprimento da previsão do lucros para o próximo trimestre, devido à fraqueza no sector do mercado norte-americano de Hydraulic fracturing.

No Forex destaque para a desvalorização da Libra inglesa que recuou -0.8% para os $1.2972 devido às cedências da primeira ministra Theresa May em relação às linhas vermelhas no acordo com a U.E relativo ao Brexit, o que lhe poderá valer a conclusão do mesmo, mas que a enfraquece na luta política interna, nomeadamente contra os defensores do Brexit dentro do seu próprio partido, o que poderá levar a uma deposição da primeira ministra ainda antes desta terminar as negociações, isto quando o próprio povo parece igualmente dividido com a manifestação no Sábado que envolveu cerca de 700,000 pessoas a favor de um segundo referendo sobre a saída da União Europeia. O U.S dólar avançou 0,3%, o que empurrou o Yen para uma desvalorização de -0.3% nos 112.83, enquanto que o Euro cedeu um pouco mais de terreno, terminando nos $1.1470.

O gráfico de hoje é do GBP/USD, o time-frame é Diário

Este par de moedas está dentro de um canal descendente, tendo ainda algum espaço para consolidar em baixa até à linha inferior do mesmo

Marco Silva

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.

Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades PLC (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma negociação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade dessas informações. Qualquer material fornecido, não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável do desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução. Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por conta própria e risco.