Date: 27 Dez 2018

Depois de vários dias de pressão negativa que atirou os índices norte-americanos para mínimos de 20 meses e para território de Bear market em alguns casos, ontem como que vindo do nada Wall Street registou um rally digno de nota. No Dow Jones foi mesmo a maior subida pontual diária da história do índice industrial, ao passo que no S&P500 e Nasdaq foi a melhor sessão para os Bulls desde 2009. O início do dia apesar de positivo foi algo tremido e só após as 11h de Nova Iorque é que o mercado encetou um forte movimento ascendente com muito pouca resistência, que terminou com valorizações a rondar os 5% nos índices, e com subidas superiores a 6% nas energéticas, retalhistas de produtos não essenciais e tecnológicas pertencentes ao S&P500.

As energéticas beneficiaram de um forte rebound no preço do crude que impulsionou o WTI para os $46.59 por barril, enquanto que o restante mercado foi atrás dos números divulgados das vendas a retalho na época natalícia, um dado que tinha colocado parte do mercado à cautela devido aos avisos sobre uma possível retracção no consumo, facto que não se veio a verificar visto que segundo a Mastercard os retalhistas registaram a melhor época dos últimos seis meses, enquanto que a Amazon averbou a sua melhor operação de sempre em termos de produtos vendidos, o que valeu à gigante do sector um avanço no preço de quase 10%.

Contudo e não obstante a euforia compradora que varreu Wall Street é preciso enquadrar o movimento dentro de um cenário maior, nomeadamente o de um provável mero rebound com raízes técnicas no fecho de posições short que muito lucraram neste mês de Dezembro, se o que ontem ocorreu é o início de uma recuperação sustentada ou não, só as próximas semanas o dirão, mas para já era expectável que um alivio da pressão vendedora pudesse ocorrer dado o extremo de oversold em que se encontravam os indicadores técnicos. Em qualquer dos casos a cautela é por agora a melhor conselheira não vá estarmos na presença de uma Bulls trap.

O gráfico de hoje é do Nasdaq, o time-frame é Semanal

Quebrado em definitivo o canal ascendente, essa mesma linha de quebra é agora a principal zona de resistência à subida

Marco Silva

 

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.

Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades PLC (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma negociação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade dessas informações. Qualquer material fornecido, não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável do desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução. Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por conta própria e risco.