Date: 10 Dez 2018

Depois de na quinta-feira os índices norte-americanos terem conseguido escapar de uma sessão com fortes perdas, devido à detenção no Canadá da CFO da Hauwie que colocou em causa a possibilidade das duas maiores economias do mundo chegarem a acordo para o fim do conflito comercial, na sexta-feira os Bulls não foram capazes de suster mais noticias que pioraram o ambiente já de si pessimista sobre o mesmo tema, nomeadamente a noticia do WSJ de que as autoridades federais pretendem acusar hackers chineses que tentaram roubar propriedade intelectual de empresas dos EUA. Para além disso dados económicos dos importantes non-farm payrools deixaram um sentimento de algum alivio mas também de bastante cautela, que impossibilitou qualquer réstia de optimismo, deixando Wall Street a braços com quedas entre os -2% e os -3% no dia e superiores a -4% na semana.

A liderar na pressão vendedora estiveram as big tech, Amazon, Netflix, Apple e Google, que cederam mais de -3% cada uma, contaminando o Nasdaq para a pior performance do dia entre os índices principais, enquanto que no S&P500 as tecnológicas também estiveram em destaque pela negativa ao desvalorizarem -3,53%, mais que qualquer dos outros 10 sectores. Do lado positivo apenas as utilities, com um ganho de 0,44%, num claro movimento de procura por activos refúgio que no entanto foi bastante mais selectivo que o normal, e nem mesmo no Yen foi evidente esse interesse, visto que a moeda nipónica encerrou com uma subida marginal para os 112.66, numa sessão em que o U.S dólar recuou -0.1%, não obstante o facto dos non farm payrolls terem saído nos 155.000, abaixo dos 198,000 esperados, ou seja reforçando a probabilidade do FED suspender o movimento de tightening em 2019, até porque outro dado muito importante para a inflação, os rendimentos por hora, também subiram menos que o antecipado. Números que no entanto não eliminaram a forte possibilidade de uma subida dos juros na reunião do FED da próxima semana.

Nas commodities destaque para a valorização de 1,9% no preço do WTI crude para os $52.48 por barril, depois da OPEP e não membros terem chegado a acordo na redução da produção em 1,2 milhões de barris por dia. Esta semana será a última do ano onde é expectável que o volume seja dentro do normal, devido à saída gradual dos investidores para o período de férias de Natal na próxima semana.

O gráfico de hoje é do S&P500, o time-frame é Diário

Hoje será um dia decisivo para este índice, uma vez que poderá quebrar em baixa a linha inferior do canal ascendente, o que a ocorrer será um sinal bearish

Marco Silva

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.

Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades PLC (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma negociação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade dessas informações. Qualquer material fornecido, não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável do desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução. Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por conta própria e risco.