Date: 21 Jul 2017

“Amazon wars”, será muito provavelmente um termo recorrente nos próximos tempos, isto porque a gigante do retalho online começou a sair do seu habitat original e tem espalhado o pânico junto dos sectores para onde decide investir, alargando assim o seu portfolio e rentabilizando as sinergias entre os diversos negócios. Depois do retalho alimentar, ontem foi a vez dos retalhistas de produtos para a casa, após a Sears ter efectuado uma parceira com a Amazon para vender produtos seus, o resultado foi claro, os títulos da Sears valorizaram 10,6%, mas o restante sector esteve sobre pressão negativa, com a Home Depot a ceder 4% e a provocar os maiores “estragos” no Dow Jones. Já o sector da saúde esteve de novo em alta, com o falhanço da nova lei para o sector, o que possibilitou à UnitedHealth ser a campeã dos Bulls no índice industrial, ao passo que o sector ganhou 0,62% no S&P500.

No Forex, o dia foi de Mario Draghi, isto porque o presidente do Banco Central Europeu não mexeu nas taxas de juro, como previsto, mas deu indicações sobre o programa de estímulos, nomeadamente que os membros do board do banco central irão discutir o nível de compras das obrigações, o que foi assumido pelos investidores como uma atitude mais hawkish, dado que a existir alterações, serão quase certamente no sentido de reduzir o montante, dando assim maior força à moeda única, que após o anúncio valorizou 1% para terminar o dia nos $1.1628, ou o nível mais elevado de quase dois anos. A pressão compradora no Euro poderá não ficar por aqui, visto o activo estar prestes a quebrar mais uma resistência de longo prazo, após a qual o próximo patamar técnico reside perto dos $1,198.

O gráfico de hoje é do EURUSD, o time-frame é Semanal

Após ter quebrado a primeira resistência na linha verde, o activo encontra-se em cima da segunda resistência (azul) e com fortes probabilidades de vir a testar a terceira resistência (vermelho), a mais forte

Marco Silva