Date: 14 Nov 2018

Ainda sem notícias de índole económica relevantes, muito perto do final da earnings season e no rescaldo de um dia de fortes quedas em Wall Street, os investidores andaram ontem numa roda viva de sentimentos até se decidirem por preferir o conforto das linhas laterais e dos activos refúgio, numa fase em que fica evidente que o rally de rebound recente não passou disso mesmo, falhando em dar um novo alento aos Bulls após as fortes quedas de Outubro. A sessão até começou com algum optimismo após noticias que deram conta de um retomar das conversações entre o vice primeiro ministro chinês e o secretário de Estado do tesouro norte-americano, em antecipação dos chefes de estado dos respectivos países no final do mês na reunião do G-20. Facto que foi reforçado pelas declarações do conselheiro económico chefe de Trump, Larry Kudlow, ao confirmar o regresso à mesa das negociações de representantes de ambos os países.

Contudo o cenário não era propício a grandes movimentos ascendentes e bastou a pressão vendedora das energéticas para vergar os índices a um dia maioritariamente negativo, energéticas que perderam -2.39% no S&P500 com o 12º dia consecutivo de vermelho no preço do crude para um acumulado na ordem dos -30% desde o pico do mês passado, ontem não obstante a indicação da OPEP em reduzir a produção do próximo ano em 1 milhão de barris por dia, o que levou à critica de Trump através de um Tweet. Contudo o mais importante para os investidores é o desequilibro que se está a desenvolver de mais produção e menor perspectivas na procura. Nos restantes sectores as tecnológicas estiveram num registo melhor que o restante mercado, num claro rebound da sessão anterior, permitindo ao Nasdaq terminar inalterado enquanto que o Dow Jones liderou nas perdas com um recuo de -0,4%.

No Forex o dia foi da Libra inglesa e do Euro, que valorizaram 0,8% e 0,6% para os $1.2956 e $1.1283 respectivamente, com a notícia do acordo alcançado entre o Reino Unido e a U.E com vista ao Brexit.

O gráfico de hoje é do LCrude, o time-frame é Diário

O “ouro negro” quebrou duas zonas de suporte sem esboçar para já alguma resistência à queda, é provável que tal venha a ocorrer no curto prazo, em caso negativo a próxima zona de suporte previsível encontra-se na linha laranja

Marco Silva

 

A informação fornecida não constitui pesquisa de investimento. O material não foi preparado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento e, como tal, deve ser considerado uma comunicação de marketing.

Todas as informações foram preparadas pela ActivTrades PLC (“AT”). As informações não contêm um registro dos preços da AT, nem uma oferta ou solicitação de uma negociação em qualquer instrumento financeiro. Nenhuma representação ou garantia é dada quanto à exatidão ou integridade dessas informações. Qualquer material fornecido, não tem em conta o objetivo de investimento específico e a situação financeira de qualquer pessoa que possa recebê-lo. O desempenho passado não é um indicador confiável do desempenho futuro. AT fornece um serviço somente de execução. Consequentemente, qualquer pessoa que atue na informação fornecida o faz por conta própria e risco.